description

...

scroll

O artista

“Acho Fogassa um guerreiro.Divide assumidamente o seu tempo entre esculturas e maquetes, pois o mesmo cuidado do maquetista transfere-se para o escultor: entender o material, dominar a técnica, trabalhar os volumes.

E várias de suas esculturas valorizam jardins e entradas de edifícios. Mais do que uma etapa conquistada. Desafio que só se apresenta a quem trabalha bastante. Ao artesão tenaz, ousando e depurando cada vez mais os seus trabalhos, Fogassa, guerreiro, um grande abraço” Ruy Ohtake – Arquiteto

A TRAJETÓRIA

Artista nato, ainda na infância Adhemir Fogassa já demonstrava o seu talento em criar modelos construindo seus próprios brinquedos, principalmente miniaturas de carros. Na adolescência. Encantou-se com a pequena maquete de uma cassa e se decidiu pela carreira de maquetista. Oficio esse que possibilitou externar sua arte e sua técnica em compor arquétipos. Autodidata, quando jovem Adhemir criou sua empresa de maquetes empregando recursos improvisados por ele, pois não havia escola de formação profissional em sua área. Durante todo o percurso como maquetista, Adhemir adotou como regra imutável a perfeição e a riqueza de detalhes na produção de seus trabalhos.

Muito mais do que uma abundante produção de maquetes, cerca de 8 mil ao longo de 40 anos, Fogassa fez dessas peças verdadeiras obras de arte que o consagraram como o maior maquetista do mundo. Hoje, ele participa de sua empresa, a “Adhemir Fogassa Maquetes”, apenas quando convidado a opinar com base em suas relações com o mundo da Arquitetura, da Engenharia, dos Designers e, sobretudo, da Arte. Na maior parte do tempo, Adhemir encontra-se em seu ateliê modelando suas esculturas e revelando sua natureza artística em um sentido mais pleno.

MUSEU LITTLE WORLD

A notabilidade de Adhemir Fogassa conquistou com sua arte de criar maquetes resulta também do projeto cultural Little World que ele implantou em setembro de 2006, na cidade de Cotia. O Little Wolrd foi uma iniciativa de Adhemir com o propósito de instaurar um espaço ilustrativo de Arquitetura, História, Geografia e Arte onde os principais monumentos do mundo, inclusive do Brasil, doram representados por gigantescas e magistrais maquetes. Com o advento do Little World, pela primeira vez na história do pais pôde contar com um museu onde os visitantes puderam conhecer, em um só dia, as mais renomadas edificações da face da Terra, entre elas: Taj Mahal, Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Ópera House, Edifício Taipei ( na época o mais alto do mundo), Elevador Lacerda, Pelourinho, Cristo Redentor, Arcos da Lapa, Museu do Ipiranga, entre outros e mais as 7 maravilhas do mundo antigo.

Para consolidação do museu foi necessário que Adhemir dedicasse quatro anos de sua vida pesquisando e analisando os monumentos para montar, com recursos de sua arte, réplicas fiéis às construções originais. Como resultado, a exposição das obras encantou o público e ganhou destaque internacional. A forte projeção do museu Little World em todo o mundo atraiu a atenção da alta cúpula da Ferrari. A empresa automobilística solicitou a Fogassa a confecção de maquetes que representassem monumentos italianos famosos como: Torre de Pizza, Coliseu, Batistério, Catedral Monreale, Basílica Santa Maria Del Fiori e as torres Asinelli e Garisenda. Adhemir aceitou o desafio e edificou obras colossais que atualmente fazem parte das atrações do parque temático que a Ferrari fundou no Emirado de Abu Dhabi.

ARTE E OLIMPÍADAS

“A ARTE DE ADHEMIR FOGASSA COMO INFLUÊNCIA NA ESCOLHA DO BRASIL PARA SEDIAR AS OLIMPIADAS DE 2016.

Reconhecidamente, a arte e a técnica de Adhemir Fogassa colocam-se como uma das causas atribuídas pela escolha do Brasil como sede para as Olimpíadas de 2016. Devido a uma liminar para que se estabelecesse a localidade dos jogos, Fogassa foi designado por membros da COB ( Comitê Olímpico Brasileiro) para compor um modelo das possíveis instalações do evento no país. Graças à montagem de uma maquete executada dentro dos seus Padrões artísticos, o trabalho externou com criatividade o perfil do Brasil colaborando com a preferência e a escolha do Rio de Janeiro como sede olímpica.

VERSATILIDADE: A PONTE QUE UNIU O ESCULTOR Á SUA ARTE

Todas as etapas vivenciadas por Adhemir como maquetista reiteraram e estimularam o seu talento como escultor. Cada maquete confeccionada lhe exigiu empenho, criatividade e improviso para configurar formas, volumes e materiais. Junto ao maquetista, sempre atuou o escultor e o artesão como três almas produtivas ocupando um único corpo.

">

image description

Olimpíadas

Modelo para Comitê Olímpico Brasileiro
image description

Coliseu

Peça do Parque Temático Ferrari (Emirado de Abu Dhabi)
image description

Escultura Ponto de Fuga

Expsição Espaço InCasa - 2017